Dom. 23. Set 2018, Santa Fe - Argentina
África

VOLUNTÁRIOS AMERICANOS EM MOCAMBIQUE

VOLUNTÁRIOS AMERICANOS EM MOCAMBIQUE

Decenas de jóvenes estadounidenses realizan voluntariado en Mozambique...

MAPUTO-MOZAMBIQUE  Um grupo de 44 voluntários do programa do Corpo da Paz dos Estados Unidos da América (EUA) vai trabalhar, nos próximos dois anos, em várias unidades sanitárias e outras instituições comunitárias, em oito províncias moçambicanas.

Os voluntários norte-americanos destacados para o país prestaram juramento ontem, em Maputo, em cerimónia realizada na residência do Embaixador dos EUA em Moçambique, Dean Pittman, na qual participaram representantes dos dois países.

Segundo um comunicado de imprensa da Embaixada americana em Maputo, recebido pela AIM, os 44 voluntários de saúde comunitária vão trabalhar conjuntamente com seus pares moçambicanos junto de várias unidades sanitárias, parceiros clínicos e organizações de base comunitária que trabalham principalmente na prevenção do HIV-SIDA e educação, contribuindo assim para a melhoria da saúde no país.
O Plano de Emergência do Presidente dos EUA para o Alívio da SIDA (PEPFAR) é o principal parceiro do Corpo da Paz ao apoiar o seu Programa de Saúde Comunitária em Moçambique.
O Corpo da Paz dos EUA foi estabelecido como uma agência governamental independente pelo Presidente John Kennedy, em 1961, com o objectivo de promover a paz e amizade mundial.

Através do Corpo da Paz, cidadãos americanos oferecem-se para trabalhar voluntariamente, por dois anos, em vários países do Mundo. Em Moçambique, o Corpo da Paz trabalha nestes dois sectores a convite do Governo de Moçambique, através de acordos com o Ministério da Saúde (MISAU) e com o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH). Desde 1998 e até à data, mais de 1100 voluntários já serviram em Moçambique.